3.10.13

A Darth Vader de vestidinho vermelho

O primeiro filme da ~nova~ trilogia do Guerra nas Estrelas é de quando? 1998, 1999? (Chamar de Star Wars não é coisa de gente da minha idade, foi mal).

Acho que foi a primeira vez que tivemos aqui no Brasil aquela coisa da "estreia à meia-noite", um eventão para quem era fã mesmo, e meus amigos e eu resolvemos ir. Eu sempre gostei de Guerra nas Estrelas, estava curiosa para ver o que ia ser esse novo filme -- o do Jar Jar Binks. É, eu sei. Jar Jar Binks.

A fila do filme foi a maior diversão -- eu nunca tinha visto gente fantasiada para um evento desses. Tinha pelo menos umas duas duplas de caras vestidos de Jedi com sabres de luz fazendo duelinhos, e alguns Darth Vaders. (Não, nenhuma Leia de biquini).

Um dos Vaders levou a filha pequena, de no máximo uns três anos, toda arrumadinha, de vestidinho vermelho. (Sim, uma sessão de meia-noite no que provavelmente era uma terça-feira. Eu não discuto com a obsessão das pessoas). Deve ter dado calor no homem, sei lá, ele tirou o capacete. Ou a filha pediu para brincar, não sei.

Eu só sei que enquanto esperávamos a sala abrir, uma Darth Vaderzinha de vestido vermelho bufando dentro do capacete ficava passeando ao longo da fila, arrancando risadas e sorrisos dos adultos e nem tão adultos assim.

Algo mais ou menos assim, só que ainda mais bonitinho:



Crédito: Lucky Jackson / Via Don't Touch My Moleskine


Espero que o Jar Jar Binks não tenha causado um trauma permanente nela.

4 comentários:

Carlos Orsi disse...

No comecinho dos anos 90, "Jornada nas Estrelas - A Terra Desconhecida", último filme com o elenco da série clássica, também teve uma pré-estreia noturna especial para fãs, com gente fantasiada na fila e tudo. No Cine Comodoro. E, sim, eu estava lá. Sem fantasia.

Natasha Madov disse...

Jornada nas Estrelas é um universo totalmente desconhecido para mim, Carlos, mas faz um puta sentido eles terem sido pioneiros até nisso. :)

Shibbo disse...

Esse deve ser o momento correto para expiar meus pecados e admitir que eu... gosto... do Jar Jar Binks. Perdão, sociedade.

Natasha Madov disse...

Minha caixa de comentários é um lugar de amor, Shibbo, a gente não julga, a gente só acolhe. ;)